Pesquisar este blog

sábado, 17 de junho de 2017

ENTENDENDO A VONTADE DE DEUS


PARTE 1
SOBERANIA E PROPÓSITOS



   Para entendermos a respeito da vontade de Deus precisamos preliminarmente saber sobre a sua soberania e seus propósitos.
Efésios 1.11 diz: “... Nele digo, no qual fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho de sua vontade”.

A. A SOBERANIA DE DEUS:
   Por soberania entendemos que Deus tem o direito e autoridade para fazer o que quiser com sua criação, mas também entendemos que Deus não faz nada que contrarie a sua natureza.
“Tu, porém, me dirás: De que se queixa ele ainda? Pois quem jamais resistiu à sua vontade? Quem és tu, ó homem, para discutires com Deus?! Porventura, pode o objeto perguntar a quem o fez: Por que me fizeste assim? Ou não tem o oleiro direito sobre a massa, para do mesmo barro fazer um vaso para honra e outro, para desonra?” (Romanos 9:19-21).Ver ainda: Isaías 45.9; Jr 18.1-6.
“Se somos infiéis, ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar-se a si mesmo.” (2Tm 2:13).


B. OS PROPÓSITOS DE DEUS:
 São os seus decretos pré-determinados e irrevogáveis. Deus tem um propósito para toda a sua criação e todas as coisas convergem para este fim, e não há nada que possa frustrá-la, pois Deus, na sua onisciência, já predeterminou tudo conforme o seu querer revelado na sua palavra.
Nada pode impedi-lo - Jó 42.1,2; Is 43.13.
As portas do inferno podem prevalecer sobre a edificação da sua igreja? Mt 16.18.

C. A VONTADE DE DEUS:
 A vontade de Deus é o seu plano soberano e amoroso para as suas criaturas, na sua vontade, Deus respeita o livre arbítrio do homem, porém, a decisão do homem traz benção ou condenação. Deus chama muitos, mas só escolhe àqueles que ouvem o seu chamado. (Jo 5.24; Mt 22.14). Deus amou ao mundo e morreu por ele, porém, só salva aquele que crê (Jo 3.16,36). A sua vontade, também pode ser permissiva quando o homem rejeita uma primeira oportunidade, e mais tarde diante das circunstâncias penosas, e ainda em vida, se arrepende. Mas os frutos da desobediência não permitem que ele goze da primeira vontade de Deus, que é boa, agradável e perfeita. (Rm 12.1,2)
  • A Vontade de Deus com relação ao pecador é que todos se salvem: 2Pe 3.9; 2Tm 2.3,4.
  • A vontade de Deus com relação ao crente é a sua santidade: 1Ts 4.3;

QUATRO VONTADES CONTRASTADAS
Texto base: Rm 12.1-2


   Quatro vontades podem ser satisfeitas na vida de um homem: A sua vontade própria, a vontade do mundo, a vontade do diabo ou a Vontade de Deus. A sua escolha determinará o seu futuro e os frutos a serem colhidos.
1.    A vontade própria (Jo 6.38): Esta pode ser nomeada de egoísmo ou egocentrismo. São aqueles que fazem a vontade dos pensamentos e da carne (Ef 2.1,2). Ninguém vive ou morre para si. Aquele que segue a sua vontade própria acaba na desilusão e solidão.
2.    A vontade do mundo (Tg 4.4): A vontade do mundo é uma vontade doentia e pecaminosa ditada pelo príncipe deste mundo. Seguida por Pessoas sem firmeza de caráter. São as praticas pecaminosas que se tornam a cada dia normais na sociedade em trevas, seguida por pessoas que amam mais a glória dos homens do que de Deus. Ef 2.3,4; João 5. A pessoa que faz a vontade de todo mundo acaba não agradando ninguém.
3.    A vontade do diabo (Jo 8.44): Geralmente pessoas que satisfazem sua própria vontade e a vontade do mundo, acabam por fazer a vontade do diabo. Esta pessoa acaba na miséria e perdição.
4.    A vontade de Deus (Ef 5.17). Esta é a única vontade que satisfaz os anseios de nosso ser e que traz força de caráter e poder de decisão correta para um homem. Esta pessoa é amiga de Deus será bem-aventurada. (1Jo 2.15-17).

TRÊS CONDIÇÕES BÁSICAS PARA
FAZERMOS A VONTADE DE DEUS:
1.    O corpo como sacrifico vivo. - Sacrifício vivo nos fala de que nossas vontades próprias sendo crucificadas; Significa que todo o egoísmo será destruído; Que os membros de nosso corpo se moverão somente para servir e glorificar ao SENHOR.
2.    Não conformar com este século. - Não tomar a forma de mundanos procederes; Consentir ou comungar com o pecado.
3.    Renovar a mente: - Resulta de um contato constante com a Palavra de Deus; Despojar dos velhos pensamentos (Mente sadia, corpo sadio); Significa pensarmos como Deus pensa. Desta forma, segundo o texto, nossa vida sofrerá uma transformação.

O CARÁTER DA VONTADE DE DEUS:
1.    BOA: Porque conduz por um caminho de bênção e felicidade verdadeira, faz com que a bondade de Deus se manifeste em nossa vida. Sl 34.8, e todas as coisas cooperarão para o meu bem, Rm 8.28.
2.    AGRADÁVEL: Você terá um bom futuro sem surpresas desagradáveis, para aqueles que se deleitam (agradam-se) do SENHOR os desejos de seu coração serão satisfeitos. Pv 23.18; Sl 37.4.
3.    PERFEITA: Somente Deus conhece todas as coisas e pode perfeitamente desembaraçar o nosso caminho. A perfeição em suas obras é sempre característica de Deus. Somente Deus pode endireitar o que está torto. 2Sm 22.23, 31; Mt 5.48.

PARTE 2
DESCOBRINDO A VONTADE DE DEUS
PARA A MINHA VIDA


   A Bíblia nos exorta a procurar compreender a vontade de Deus. Ef 5.17

   Ilustração: James Cook na Austrália no século XVII e o estranho animal. Ao perguntar para os aborígines recebeu como resposta Kan-Gu-Ru, que significa “eu não compreendo”...

ALGUNS FATOS SOBRE A VONTADE DE DEUS:

I – A VONTADE DECRETADA

   Não existe nenhuma força em lugar algum que possa frustrar os seus desígnios. Aquilo que ele disse que faria ele fará incondicionalmente do que possa acontecer. Ex a edificação da sua igreja, a sua volta, o sua justiça, a condenação eterna aos que não crêem, e a vida eterna aos que crêem.

  • Romanos 9:19  Tu, porém, me dirás: De que se queixa ele ainda? Pois quem jamais resistiu à sua vontade?
  • Gálatas 1:4  o qual se entregou a si mesmo pelos nossos pecados, para nos desarraigar deste mundo perverso, segundo a vontade de nosso Deus e Pai,
  • Efésios 1:5  nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade,
  • Efésios 1:11  nele, digo, no qual fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade,
  • Hebreus 10:10  Nessa vontade é que temos sido santificados, mediante a oferta do corpo de Jesus Cristo, uma vez por todas.
  • Apocalipse 4:11  Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas.

II – A VONTADE REVELADA

   É dado ao homem o livre arbitro para cumpri-la ou não cumpri-la, sabendo que cada decisão implica em resultados para a vida eterna. Esta vontade está explicita na Palavra de Deus (as Escrituras Sagradas) Cabe ao homem obedecer-lha ou não. Podemos chamá-la das Prescrições de Deus.

  • Mateus 18:14  Assim, pois, não é da vontade de vosso Pai celeste que pereça um só destes pequeninos.
  • João 1:13  os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.
  • João 6:40  De fato, a vontade de meu Pai é que todo homem que vir o Filho e nele crer tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.
  • “Isto é bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador, 4  o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” (1 Timóteo 2:3-4)
  • “Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânime para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento.” (2 Pedro 3:9 ).
  • 1 Ts 4:3  Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição;
  • 1 Ts 5:18  Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.
  • 1 Pedro 2:15  Porque assim é a vontade de Deus, que, pela prática do bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos;

III – A VONTADE PERSCRUTADA

   Trata da vontade particular de Deus para cada individuo em questões menores que não estão revelados explicitamente nas Escrituras. Mas muitas vezes implicitamente. Por ex. Com quem vou casar, onde vou trabalhar, deve vender ou devo comprar, viajar, que remédio tomar etc. Podemos chamá-la de direção divina.

  • Efésios 5:17  Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor.
  • Romanos 1:10  em todas as minhas orações, suplicando que, nalgum tempo, pela vontade de Deus, se me ofereça boa ocasião de visitar-vos.
  • Romanos 15:32  a fim de que, ao visitar-vos, pela vontade de Deus, chegue à vossa presença com alegria e possa recrear-me convosco.
  • 1 Pedro 3:17  porque, se for da vontade de Deus, é melhor que sofrais por praticardes o que é bom do que praticando o mal.
  • 1 João 5:14  E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve.

IV – A VONTADE CENTRAL OU PRIMORDIAL

   É obedecer ou andar segundo os propósitos, mandamentos e direção de Deus na sua primeira chamada. Esta é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

  • Romanos 12:2  E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.
  • Filipenses 2:13  porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade.
  • Colossenses 4:12  Saúda-vos Emparas, que é dentre vós, servo de Cristo Jesus, o qual se esforça sobremaneira, continuamente, por vós nas orações, para que vos conserveis perfeitos e plenamente convictos em toda a vontade de Deus.

V – A VONTADE PERMISSIVA

   Em alguns casos a pessoa deixa de cumprir a vontade Central ou primordial de Deus na sua vida, mas depois de colher alguns resultados amargos, resolvem buscá-la, porém as conseqüências do seu passado não permitem que a vontade de Deus se cumpra em sua totalidade, mas Deus lhe concede uma benção alternativa.

  • 1 Pedro 4:2  para que, no tempo que vos resta na carne, já não vivais de acordo com as paixões dos homens, mas segundo a vontade de Deus.
  • Lucas 12:48  Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites. Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão.
  • 2 Timóteo 2:26  mas também o retorno à sensatez, livrando-se eles dos laços do diabo, tendo sido feitos cativos por ele para cumprirem a sua vontade.
Conclusão:

1.   Como realizar a vontade de Deus:

·         João 4:34  Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra.
·         Efésios 6:6  não servindo à vista, como para agradar a homens, mas como servos de Cristo, fazendo, de coração, a vontade de Deus;
·         Colossenses 1:9  Por esta razão, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que transbordeis de pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual;
·         João 7:17  Se alguém quiser fazer a vontade dele, conhecerá a respeito da doutrina, se ela é de Deus ou se eu falo por mim mesmo.

2.   Resultado de cumprir a vontade de Deus.

·         Mateus 7:21  Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
·         Mateus 12:50  Porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai celeste, esse é meu irmão, irmã e mãe.
·         João 9:31  Sabemos que Deus não atende a pecadores; mas, pelo contrário, se alguém teme a Deus e pratica a sua vontade, a este atende.
·         Hebreus 10:36  Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa.
·         1 João 2:17  Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente.

   “A vontade de Deus é soberana, boa, agradável e perfeita, e Ele deixa a critério do homem segui-la ou não, sabendo que cada um comerá do fruto de suas ações”.

PARA DECORAR: Efésios 517.

  
PARTE 3
COMO SER BEM SUCEDIDO EM SUAS DECISÕES
Pv 16.1-3


   “O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do SENHOR. Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos, mas o SENHOR pesa o espírito. Confia ao SENHOR as tuas obras, e os teus desígnios serão estabelecidos.”

Introdução:

1.    Existem decisões difíceis de serem tomadas.
2.    E dependendo da decisão as consequências podem ser desastrosas ou salutares.
3.    Mas também há certas oportunidades que passam na nossa frente uma única vez na vida e devem ser abraçadas no tempo certo.
4.    Ilustração: Dizem que o presidente Ronald Reagan aprendeu sobre a necessidade de fazer decisões cedo na vida: Uma tia o tinha levado a um sapateiro para trazer um par de sapatos. O sapateiro perguntou se ele queria com o bico quadrado ou redondo. Como ele ficou muito indeciso o sapateiro deu um dia ou dois para que ele se decidisse. Alguns dias depois o sapateiro o encontrou na rua e pergunta o que ele tinha decido. – “eu ainda não me decidi”. Muito bem disse o sapateiro. O sapateiro lhe enviou um pacote contendo um par de sapato com um pé quadrado e outro redondo. Olhando diariamente os sapatos eles lhe ensinaram uma lição: “Se você não toma as suas próprias decisões, alguém o fará por você”.
5.    Nos não fomos criados como robôs ou bonecos, temos o livre árbitro, a vontade própria que nos capacita a decidir pelo melhor.

ALGUMAS DIRETRIZES PARA NÃO ERRAR NAS DECISÕES:

I – ORAÇÃO

1.    Deus promete nos Guiar – Jr 33.3
2.    Sempre devemos buscar a vontade de Deus.  Ef 5.17
3.    A resposta certa vem dos lábios de Deus. Pv 16.1-3

II – DECIDIR DENTRO DA VONTADE DE DEUS REVELADA NA SUA PALAVRA.

1.    Decidir por aquilo que está de acordo com a Palavra de Deus.
2.    Sua decisão não pode contrariar sua fé e aquilo que você crê.
3.    A decisão de Josué: Js 24.15
4.    A decisão de Daniel: 1.8

III – CONSIDERAR OS BONS CONSELHOS

1.    Saber ouvir e saber a quem ouvir.
2.    “Onde não há conselho fracassam os projetos, mas com os muitos conselheiros há bom êxito.” (Provérbios 15:22)

IV – DECIDIR NA PAZ DE CRISTO E BOA CONSCIÊNCIA

1.    Seja a paz de Cristo o árbitro em vossos corações. Cl 3.15
2. Não entristecer o Espírito de Deus. Ef 4.30

V – NÃO SIGA TODO MUNDO

1.    Não podemos ir pela cabeça dos outros. A voz do povo não é a voz de Deus.
2.    Nunca faça algo só porque todo mundo faz.
3.    “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Rm12: 2)

VI – NÃO SEJAS PRECIPITADO

1.    Avalie todas as implicações.
2.    Decida com sobriedade – somente quando estiver seguro do da decisão que estás fazendo. Não tenha pressa.

VII – NÃO TOMES DECISÕES EM MOMENTOS DE FORTES EMOÇÕES

1.    Fortes emoções podem fazer com que se perca a razão.
2.    Momentos de iras ou paixões são os principais vilões (inimigos das decisões).
3.    Quando não devo tomar decisões:

a.   Profundamente desapontado.
b.   Fisicamente exausto.
c.    Sob muita pressão.
d.   Irado
e.   No ardor de uma paixão
f.     Muito abatido e deprimido.
g.    Com perspectiva de derrota.

VIII – DECIDA PELO QUE SERÁ MELHOR PARA O REINO DE DEUS

1.    Buscar em primeiro lugar o reino de Deus. Mt 6.33
2.    Deus não esquece, nem mesmo de uma gota de suor, de uma lágrima ou de uma moedinha dedicada a Ele. A recompensa sempre vem.
3.    Decida pelo que realmente vale a pena: Deus antes de pessoas e pessoas, antes de coisas.

IX – DECIDA SEMPRE PELA PAZ

1.    Mesmo que isso implique em prejuízos para você.
2.    “Se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens;” (Romanos 12:18).

X – NÃO CONTE COM O OVO, ANTES DE A GALINHA BOTAR.

1.    Espere o decorrer da história.
2.    Espere a planta nascer.
3.    Espere até o melhor momento, o tempo de Deus.
4.    Cresça – com o tempo as coisas mudam.
5.    É melhor um pássaro na mão do que dois voando.

Conclusão:
As três decisões mais importantes da vida:
  1. Espiritual (CONVERSÃO) Onde passarei a eternidade?
  2. Vocacional (CARREIRA) O que farei da minha vida?
  3. Sentimental (CASAMENTO) Com quem viverei pelo resto da minha vida?


Nenhum comentário:

Postar um comentário